fbpx

Quanto custa a falta de engajamento?

10 de outubro de 2019 - Artigos

 

A desmotivação, trabalhos improdutivos, conflito, acusação e manipulação são características do seu ambiente trabalho?

Se sua resposta foi sim, possivelmente sua empresa apresenta um índice elevado de Entropia Cultural e baixo índice de engajamento.

Entropia é um termo que deriva da física, pode parecer uma palavra estranha para nós profissionais da área de Humanas, mas faz todo sentido com o tema que abordo neste texto. A entropia da física, trata-se de uma grandeza termodinâmica que mensura o grau de irreversibilidade de um sistema, encontrando-se geralmente associada ao que se denomina por “desordem”. Com a entropia procura-se mensurar a parcela de energia que não pode mais ser transformada em trabalho. E isso tem tudo a ver com meu questionamento sobre engajamento.

Entropia cultural é comum de ser encontrada em algumas empresas.

E creia, é algo péssimo!

Entropia #cultural para cientistas e pesquisadores das relações do trabalho, é uma medida que demonstra a quantidade de energia que é consumida na realização de trabalhos desnecessários ou improdutivos – quantidade de conflito, fricção e frustração que os profissionais encontram nas suas atividades diárias que impedem a eles e à organização de operarem no nível mais alto de #desempenho.

A maior fonte de entropia cultural dentro de uma organização é composta das ações e comportamentos com base no medo (insegurança) por parte dos líderes, gerentes e supervisores.

Quando os líderes, gerentes e supervisores estão ansiosos ou amedrontados, quando eles têm necessidade não satisfeitas e expressam comportamentos disfuncionais como o controle, a manipulação, a acusação, a competição interna etc., a entropia cultural aumenta e o engajamento do funcionário diminui.

Por outro lado, quando líderes, gerentes e supervisores expressam comportamentos de atenção, cuidado e confiança, e quando a organização incentiva que seus profissionais sejam responsáveis e se responsabilizem pelo seu trabalho, dando-lhes espaço para assumir iniciativas que estimulem a performance, a entropia cultural diminui e o engajamento dos funcionários aumenta.

O gráfico a seguir mostra que empresas com o maior índice de Entropia Cultural possuem o menor índice de funcionários engajados.

Fonte: A organização dirigida por valores: Liberando o potencial humano para a performance e a lucratividade, autor Richard Barrett.

 

Mas, por que isso ocorre?

Geralmente ambientes com essas características e com este perfil liderança, são frequentes quando a organização ainda não tem claro seu propósito, sua missão, visão, valores e não possui planejamento estratégico bem definido, tão pouco metas desdobradas entre os diversos níveis da empresa. Também é comum não existir critérios de contratação ou promoção coerentes com os valores e competências necessárias para a gestão da organização. Esses podem até existir, mas não são aplicados na prática. Com isso, podemos encontrar líderes que ainda pensam de forma individualizada, cada um com foco em seus interesses pessoais e que não têm claro seu papel frente ao sucesso do negócio e da equipe.

 

Por que é importante mudar?

Além de construir ambientes mais equilibrados, felizes e que representem um sentido maior para aqueles que fazem parte deste, para manter a sustentabilidade do negócio é necessário engajar os profissionais de forma a verem sentido em suas atividades e com isso, direcionarem-se a perseguir os objetivos da organização. Também é importante gerar relação de confiança com a equipe. Pessoas que não têm confiança em seus líderes, dificilmente serão engajados.

 

Você sabia que as empresas com os níveis mais altos de engajamento, exibem retornos 22% maiores para seus acionistas?

 

Um trabalho sobre engajamento da Gallup, uma das maiores empresas de consultoria do mundo, baseado em mais de 30 anos de pesquisas detalhadas de comportamento econômico, envolvendo mais 17 milhões de funcionários, concluiu que:

Nas melhores organizações, o engajamento é mais do que uma iniciativa de recursos humanos – é uma referência estratégica para a maneira como elas fazem negócios. Aumentar o engajamento dos funcionários tem uma correlação direta com um impacto positivo em aspectos fundamentais do negócio. As empresas com melhor performance sabem que uma estratégia de melhoria no engajamento dos funcionários, unida ao alcance das metas corporativas, irá ajuda-las a vencer no mercado.

 

O que pode gerar o engajamento dos funcionários?

Bem, este é um processo complexo e contínuo. Não é uma ação e sim uma forma de ser e fazer da organização. Porém, alguns pontos podem ser observados:

Resultados possíveis

Ao libertar o potencial de um profissional engajado pode-se reduzir inúmeros custos como os associados a doenças, faltas no trabalho, rotatividade, erros de produção, acidentes e processos ineficientes. Também a possibilidade de aumentar a produtividade, a satisfação, a retenção de clientes e a inovação. Qualquer um dos mecanismos citados acima pode gerar benefícios substanciais.

Avançar neste tema envolve diversas variáveis a serem descobertas pela organização, pois cada empresa possui circunstâncias específicas. No entanto, o melhor lugar para procurar respostas é com os seus funcionários.

 

 

Camila da Gama – Consultora de Desenvolvimento Humano e Organizacional | Executive Coach

Especialista em Desenvolvimento Humano e Organizacional, com mais de 16 anos de experiência em empresas nacionais e multinacionais. Possui expressiva atuação em projetos de desenvolvimento e transformação organizacional com foco em cultura e gestão da mudança. Liderou inúmeros projetos de desenvolvimento, endomarketing, estratégias de remuneração, programas para líderes e equipes, gestão de indicadores, gestão da performance e clima organizacional em processos de transição e mudança.

Graduada em Administração de Empresas, pós-graduada em Gestão Estratégica de Pessoas pela Fae Business School e aluna do MBA Executivo em Economia e Gestão Estratégica de Mercado da FGV.

Atualmente é consultora da área Gestão Estratégica de Pessoas e Coach, certificada pela SLAC – Sociedade Latino Americana de Coaching.

 

E-mail: camila.gama@dhoconsulting.com.br

Site: https://dhoconsulting.com.br

Linkedin: https://www.linkedin.com/company/dhoconsulting/

Sugestões

Gestão da performance: por que controlar os resultados é tão importante e tão complexo?
Artigos / Dicas

Gestão da performance: por que controlar os resultados é tão importante e tão complexo?

Continue Lendo